Cameras e alarmes

Reconhecimento facial é usado para encontrar criminosos

Quatorze anos atraz o americano Neil Stammer era procurado, acusado de cometer sequestro e abuso sexual de crianças.

O acusado se tornou fugitivo, deixou o país em 1999 usando documentos falsos, além de ser poliglota, falando fluentemente mais de dez idiomas. Diante disso isso  as autoridades norte-americanas já estavam sem esperanças de encontrar o criminoso.

Porém em 2013 o FBI colocou em teste um sistema de reconhecimento facial em algumas embaixadas americanas espalhadas pelo mundo. Toda pessoa que era atendida pela embaixada tinha suas imagens analisadas e comparadas com um banco de dados de imagens de pessoas procuradas.

Stammer foi encontrado quando foi até a embaixada  no Nepal renovar seu visto de turista. As autoridades nepalesas contactaram o FBI e o criminoso foi finalmente preso, 14 anos depois de fugir.

fonte: Tecmundo